Principal / NOTÍCIAS / Brasil sofre primeira baixa no WSL Jeep World Junior.
Brasil sofre primeira baixa no WSL Jeep World Junior.

Brasil sofre primeira baixa no WSL Jeep World Junior.

Mateus HerdyWSL / ETHAN SMITH

Com a paralisação na metade da terceira fase, o duelo entre João Chianca e Joshe Faulkner será o segundo a entrar no mar na terça-feira. Duas baterias depois, Samuel Pupo enfrenta o outro sul-africano, Jake Elkington. A primeira chamada do dia será às 7h00 na Austrália, 18h00 da segunda-feira no horário de verão do Brasil. Os dois agora são a esperança de aumentar para oito, o recorde de títulos mundiais do Brasil na história da categoria Pro Junior, iniciada em 1998.

O catarinense Mateus Herdy tinha sido o mais bem colocado na estreia de Kiama como sede do Mundial Pro Junior da WSL no ano passado, ficando em quinto lugar nas quartas de final. Ele começou bem esse ano, fazendo os recordes da primeira fase com a ainda imbatível nota 8,83 recebida num aéreo reverse perfeito de backside e os 15,16 pontos que totalizou na quinta-feira. Na segunda-feira, acabou derrotado numa disputa onda a onda na bateria encerrada em 14,33 a 11,57 pontos para o sul-africano Adin Masencamp.

Adin Masencamp of South Africa winning Heat 3 of Round 3 at the Jeep World Junior Championship at Kiama.Adin MasencampWSL / ETHAN SMITH

Os dois tiveram um início parecido surfando de backside nas esquerdas de Bombo Beach. Herdy recebeu nota 5,67 em sua primeira onda, contra 6,00 de Masencamp. O brasileiro assumiu a ponta com 4,17, mas o sul-africano tirou 5,47 na terceira que surfou para liderar novamente. O campeão sul-americano falhou em três tentativas seguidas de retomar o primeiro lugar, até achar uma direita para mandar um aéreo de frontside que valeu 5,90. Mas, Adin Masencamp pegou uma esquerda maior, com uma parede mais limpa para fazer três manobras potentes de backside e arrancar 8,33 dos juízes para confirmar a vitória.

O sul-africano completou a bateria que vai abrir a quarta fase, valendo as duas primeiras vagas para as quartas de final do WSL Jeep WSL World Junior 2017. Os outros dois integrantes são o indonesiano Rio Waida e o japonês Yuji Nishi, que venceram os confrontos que abriram a terceira fase. A segunda classificatória para as quartas de final também já foi formada na segunda-feira e será disputada pelo havaiano Cody Young, o australiano Sandon Whittaker e mais um japonês, Joh Azuchi. Os três ganharam as baterias que fecharam a segunda-feira.

Rio Waida of Indonesia advances to Round Four of the 2018 Jeep World Junior Championship after winning Heat 1 of Round Three at Kiama, NSW, Australia.Rio WaidaWSL / MATT DUNBAR

A que ficou para abrir a terça-feira será um duelo havaiano entre Finn McGill e Ocean Macedo, que no domingo registrou um novo recorde de 16,40 pontos para o WSL Jeep World Junior 2017. O saquaremense João Chianca entra na segunda bateria do dia com Joshe Faulkner e na quarta o paulista Samuel Pupo enfrenta o outro sul-africano que chegou na terceira fase, Jake Elkington. Se os dois brasileiros conseguirem vencer, Chianca vai para a terceira bateria da quarta fase e Pupo para a última, mas acabarão se cruzando no caminho até a grande final.

FEMININO ADIADO – Assim como no domingo, na segunda-feira também só houve competição masculina em Kiama e a terceira fase feminina foi mais uma vez adiada. As meninas já estão na rodada classificatória para as quartas de final e a única participante do Brasil, Tainá Hinckel, vai disputar a primeira batalha por duas vagas com a taitiana Vahine Fierro e a portuguesa Teresa Bonvalot. Quem ficar em último nessas baterias, termina em nono lugar no evento que tem prazo até o dia 12 para ser encerrado na Austrália.

Bombo Beach Lineup for Round Three at the Jeep World Junior Championship Kiama, NSW, Australia.LineupWSL / MATT DUNBAR

Por: Surf Today /fonte: João Carvalho WSL

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo