Principal / NOTÍCIAS / Brasileiros em destaque para o desafio da World Surf League nas Ilhas Fiji.
Brasileiros em destaque para o desafio da World Surf League nas Ilhas Fiji.

Brasileiros em destaque para o desafio da World Surf League nas Ilhas Fiji.

Gabriel Medina campeão em Fiji (Foto: Kirstin Scholtz / WSL)

Os brasileiros são o destaque principal para o desafio do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour nos tubos das Ilhas Fiji. Os melhores surfistas do mundo saem da euforia da multidão que lotou a Barra da Tijuca na vitória de Filipe Toledo no Oi Rio Pro, para o silêncio da torcida nos tubos paradisíacos de Cloudbreak e Restaurants. O campeão mundial Gabriel Medina vai defender o título do Fiji Pro conquistado no ano passado e o Brasil ainda tem Adriano de Souza e Filipe Toledo encabeçando o ranking Jeep Leaderboard da World Surf League nesta quinta das onze etapas da corrida pelo título mundial da temporada. O prazo começa em 7 de junho, logo após o Fiji Women´s Pro, que inicia neste domingo 31 de maio e vai até o dia 6 de junho.
E o catarinense será o primeiro brasileiro a competir no Fiji Pro, junto com o vice-líder do ranking, Filipe Toledo, com o australiano Matt Banting completando esta quarta bateria da rodada de apresentação dos melhores surfistas do mundo nos tubos de Cloudbreak ou Restaurants esse ano. Depois, mais cinco brasileiros estreiam nos quatro confrontos seguintes. No quinto, Wiggolly Dantas enfrenta o tricampeão mundial Mick Fanning e o convidado desta etapa, o norte-americano Dane Reynolds.A cearense Silvana Lima é a única representante do Brasil e da América do Sul no seleto grupo das dezessete surfistas que disputam o título feminino. Ela está escalada na quarta bateria com a vice-líder do Jeep Leaderboard, Courtney Conlogue, e a também norte-americana Sage Erickson. Nesta rodada inicial ninguém é eliminada. As vencedoras das baterias avançam direto para a terceira fase, mas as perdedoras têm uma segunda chance de classificação. É assim também na categoria masculina, que terá a participação de Alejo Muniz mais uma vez reforçando a “seleção brasileira” na vaga do contundido Michel Bourez, do Taiti.

Na sexta bateria, Adriano de Souza compete pela segunda vez consecutiva com a lycra amarela do Jeep Leaderboard contra o australiano Adrian Buchan e o local das Ilhas Fiji, Aca Ravulo. Na sétima, Miguel Pupo encara o onze vezes campeão mundial Kelly Slater e o irlandês Glenn Hall. E na disputa seguinte, a segunda participação dupla do Brasil com Gabriel Medina fazendo a sua primeira defesa do título do Fiji Pro contra Jadson André e o australiano Adam Melling. E Italo Ferreira fecha a apresentação da “seleção brasileira” na décima bateria contra o havaiano Fredrick Patacchia e o vice-campeão em Fiji no ano passado, Nat Young, dos Estados Unidos.

Adriano de Souza no Fiji Pro 2014 (Foto: Steve Robertson / WSL)

O potiguar Italo Ferreira vem sendo o melhor estreante da elite dos top-34 esse ano e se destacou no Oi Rio Pro, onde só foi barrado nas semifinais pelo campeão da etapa brasileira da World Surf League, Filipe Toledo. Com o terceiro lugar no Rio de Janeiro, Italo subiu para a 11.a posição no ranking, passando a ser o terceiro brasileiro mais bem colocado, abaixo somente do próprio Filipe e do líder Adriano de Souza. Depois tem o também potiguar Jadson André em 14.o lugar e os paulistas Miguel Pupo em 17.o, o campeão mundial Gabriel Medina em 19.o e Wiggolly Dantas em 22.o, fechando o grupo dos 22 que são mantidos na elite para o ano que vem.

O Fiji Pro será transmitido ao vivo pelowww.worldsurfleague.com e também pela Fox Sports para a Austrália, pela MCS Extreme para a França, EDGE Sports para a China, Coréia do Sul, Malásia e outros territórios e no Brasil terá cobertura especial da TV Globo e dos canais ESPN.

 

 

Por: Surf Today / Fonte: João Carvalho – Assessoria de Imprensa da WSL South America – jcarvalho@worldsurfleague.com

 

 

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo