Principal / NOTÍCIAS / BRUCE IRONS DESTACA-SE NO “VOLCOM PIPELINE PRO” E CONQUISTA A ÚLTIMA VAGA.
BRUCE IRONS DESTACA-SE NO “VOLCOM PIPELINE PRO” E CONQUISTA A  ÚLTIMA VAGA.

BRUCE IRONS DESTACA-SE NO “VOLCOM PIPELINE PRO” E CONQUISTA A ÚLTIMA VAGA.

Irons provou toda a experiência adquirida em Pipeline ao longo dos anos. Foto: WSL/Bielmann/Volcom

 

Começou na quinta-feira passada o Volcom Pipe Pro, com Pipeline recebendo uma ondulação bem pesada, que ofereceu condições tubulares e perto da perfeição aos muitos surfistas que competiram no primeiro dia, onde os locais estiveram presentes em sua grande maioria. Um dos destaques do dia neste QS3000 foi Bruce Irons, que fez uma das melhores ondas e garantiu o último wildcard para o evento principal.

Depois de uma primeira ronda composta basicamente por surfistas havaianos, onde nomes como Jamie O’Brien, Makai McNamara, Ian Gentil, Reef Mcintosh e Kekoa Cazimero se destacaram entre os demais, houve um momento para um heat especial apurar o último wildcard do evento, sendo que a Volcom já havia atribuído um convite ao jovem norte-americano Parker Coffin.

Simultaneamente no lineup estiveram Bruce Irons, Makua Rothman, Gavin Beschen, Alex Gray, JD Irons, Kaimana Henry, Derek Ho e Kawai Lindo. Quem fizesse a melhor onda do heat ganhava o wildcard. E foi mesmo o irmão do malogrado Andy Irons a vencer, depois de uma luta renhida com Makua Rothman, onde alcançou uma nota de 9 pontos.

Na sequência, Bruce afirmou que vai participar do evento com o intuito de vencer, ele que irá agora entrar na 3.ª ronda, estando no mesmo heat de John John Florence. “Quero vencer este evento”, comentou o surfista de 35 anos, que somou várias vitórias em Pipe no início da carreira.

A ausência dos convidados para os trials do último Pipe Masters ainda é um assunto pendente na cabeça de Bruce, sendo essa a razão para tanta sede de vitória. “Quero vencer ali novamente. Quero vencer o Pipe Masters. Quero entrar no Pipe Masters. Quero vencer e é ali que o quero fazer. É por isso que aqui estou”.

A competição ainda avançou para o 2.˚ round, mas viria a parar após quatro heats devido às condições de vento e mar. Destaque para o triunfo dos havaianos Kalani David, Nathan Florence e Evan Valiere e também do brasileiro Hizunome Bettero. Históricos locais como Kalani Chapman ou Pancho Sullivan acabaram por ficar já pelo caminho.

A chamada para esta sexta-feira vai ser feita às 7H30 local, sendo possível que a competição retome e que se chegue ao round 3˚, onde já entram os nomes pesados desta prova, como Kelly Slater, John John Florence ou Kolohe Andino que também vai estar nesta ronda é o português Nic von Rupp que continua apenas a conhecer um dos três adversários que terá pela frente, o brasileiro Michael Rodrigues – os outros dois virão da 2˚ round.

 

Round 2:
H1: K David (HAW) 11.07; E Lau (HAW) 10.97; A Kato (JPN) 5.9; E Stewart (HAW) 5.47
H2: E Valiere (HAW) 11.5; C Arrambide (USA) 9.57; P Sullivan (HAW) 7.0; T Wakita (HAW) 2.6 H3: H Bettero (BRA) 13.76; S Murakami (JPN) 11.03; A Toyon (FRA) 5.96; M McNamara (HAW) 5.77
H4: N Florence (HAW) 11.7; G Gillette (HAW) 6.37; K Chapman (HAW) 5.0; K Ohashi (JPN) 4.07

 

Round 1
H1: E Stewart (HAW) 8.7; T Wakita (HAW) 7.77; S Pacarro (HAW) 5.0; K Bacalso (HAW) 2.93
H2: M McNamara (HAW) 12.5; N Florence (HAW) 9.83; T Dosland (HAW) 3.4; D O’Connell (HAW) 2.43
H3: J O’Brien (HAW) 13.27; M Bruneau (HAW) 10.73; K Rothman (HAW) 6.8; E Olson (HAW) 4.83
H4: O Eleogram (HAW) 9.5; L McNamara (HAW) 6.93; E Baldwin (HAW) 4.6; C Foster (HAW) 4.23
H5: I Gentil (HAW) 10.6; K Alexander (HAW) 7.9; I Devault (HAW) 6.77; L Hodel (HAW) 3.17
H6: R McIntosh (HAW) 14.4; K Oliveira (HAW) 8.27; I Moniz (HAW) 3.3; J Sadoy (HAW) 1.23
H7: K Smith (HAW) 9.23; L Shepardson (HAW) 7.93; D Kowalski (USA) 6.13; N Mizuno (HAW) 5.97
H8: K Cazimero (HAW) 12.6; M Padaca (HAW) 7.37; K Yamakawa (HAW) 6.1; K Daly (HAW) 4.7

 

 

 

 

Por: Surf Today / Fonte: Surf Portugal.

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo