Principal / Fabio Maradei / Caçulas prometem alto nível técnico na 1ª etapa do Hang Loose Surf Attack 2017 em Ubatuba.
Caçulas prometem alto nível técnico na 1ª etapa  do Hang Loose Surf Attack 2017 em Ubatuba.

Caçulas prometem alto nível técnico na 1ª etapa do Hang Loose Surf Attack 2017 em Ubatuba.

Murillo Coura. Foto: Aleko Stergiou 

image005

A idade máxima é dez anos, mas o surf pode ser comparado a de atletas mais experientes. Alguns surfistas da categoria petit prometem alto nível técnico no Nossolar Construtora apresenta Hang Loose Surf Attack 2017, o circuito paulista das categorias de base. A 1ª etapa do ranking começa nesta quinta-feira (15), feriado de Corpus Christi, na Praia de Itamambuca, em Ubatuba, e os caçulas também aparecem entre os destaques.

Um dos nomes de ponta é Murillo Coura, atual vice-campeão da faixa etária. O atleta tem uma história curiosa. Morava em São José dos Campos e aprendeu a surfar justamente em Ubatuba. Desde o início do ano, faz parte do Instituto Gabriel Medina, criado pelo primeiro brasileiro campeão mundial de surf, na Praia de Maresias, e vem mostrando grande evolução.

Outro forte concorrente é seu companheiro de treinos, Ryan Coelho, que mudou de Matinhos, no Paraná, para o litoral norte paulista, também para aperfeiçoar o seu surf, no projeto de Medina. Daniel Duarte, de Bertioga, é mais um talento que promete chamar a atenção. Entre os jovens valores locais estará Kailani Rennó, filho do big rider Zecão, e que aprendeu a surfar justamente na Praia de Itamambuca, onde o pai tem uma escola de surf.

Eles iniciam a disputa pelo título, que tem como atual bicampeão, o paulistano que defende Ubatuba, Ryan Kainalo. Atletas conhecidos já ergueram a taça da faixa etária de até 10 anos. Entre eles, o top do WCT, Filipe Toledo. A galeria de campeões também tem Samuel Pupo, Weslley Dantas e Eduardo Motta, que já faturou os títulos na estreante, na iniciante e na mirim. 

“Os atletas estão se preparando cada vez mais cedo e o Hang Loose Surf Attack tem essa função de justamente prepara-los para a carreira competitiva. É um momento de aprenderem. Alguns surfistas que despontaram e se firmaram como profissionais, foram revelados já na petit, como foi o Filipinho. A categoria foi criada justamente porque tínhamos essa demanda e sempre tivemos ótimos atletas nessa faixa etária, como será nesse ano”, afirma o presidente da Federação Paulista de Surf, Silvio da Silva, o Silvério.

O evento tem início marcado para quinta-feira, às 8 horas, e todas as disputas serão transmitidas ao vivo pela internet, acessando ohangloose.com.br/surfattack2017. Serão três dias de evento, reunindo 230 competidores, com as finais previstas para sábado.

image010

O Nossolar Construtora apresenta Hang Loose Surf Attack 2017 tem a organização da Federação Paulista de Surf, com patrocínios de Overboard Action Sports Store, Surftrip, Super Tubes e Hot Water. Copatrocínios de Rhyno Foam, CT Wax. Apoios:  Governo do Estado de São Paulo, prefeituras de Santos, Guarujá, São Sebastião e Ubatuba, Associação Santos de Surf, Associação de Surf de Guarujá, Associação de Surf de São Sebastião e Associação Ubatuba de Surf. Divulgação: Waves e FMA Notícias.

image011

Por:

image012

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo