Principal / Cheyne Kawani / Cheyne Kawani entrevista o big rider & waterman Sylvio Mancusi.
Cheyne Kawani entrevista o big rider & waterman Sylvio Mancusi.

Cheyne Kawani entrevista o big rider & waterman Sylvio Mancusi.

Sylvio Mancusi. Foto capa: Divulgação.

 

1- Cheyne Kawani – Sylvio, você se lembra de quando teve a certeza que seria esse Big Rider que é hoje? Por exemplo, uma lembrança lá no começo no Guarujá em um dia de ondas grandes que percebeu que ficou a vontade no dia.

Sylvio Mancusi – Na verdade eu nunca tive o desejo de ser big rider.Quando eu vim para o Hawaii a primeira vez foi para ganhar mais experiência na minha vida como competidor, mas quando cheguei aqui meu amor por essas ondas floresceu ao mesmo tempo que o amor pela competição acabou.

 2-Cheyne Kawani – Por acaso Sylvinho, algum dia gostou de competir ?

Sylvio Mancusi – Eu gostava de competir, mas quando tinha alguma condição real de surf, quando o mar passava de 1 metro foi quando eu tive os meus melhores resultados.

 3-Cheyne Kawani – Nós acompanhamos a sua sensacional trajetória neste esporte dos *Reis Havaianos*, tenho uma curiosidade, qual a *Trip* de surf com os amigos que deu tudo absolutamente certo? Conte para nós um pouco do que aconteceu;

Sylvio Mancusi - Foram tantas que fica dificil falar só de uma, mas a da Irlanda com a Bia de motorhome foi especial.Estava no Marrocos e olhei no mapa e vi um swell grande indo para lá e fui de olhos fechados, sem experiência alguma e foi uma das melhores trips da minha vida, muitoooo frio, mas demais.

4-Cheyne Kawani – As Viagens atuais estão com você sua familia, esse apoio e suporte deve ser muito importante, estou certo?

Sylvio Mancusi – Quando comecei a viajar tanto vi como era bom quando tinha companhia, a coisa vai evoluindo e quando vi eramos três na estrada. Agradeço a Deus todo dia por poder ter esse estilo de vida e a familia que eu tenho.

5-Cheyne Kawani – Quais outros esportes que pratica?  Você ainda tem tempo para algum Hobby ? Colecionar algo, uma leitura especifica , algum jogo que goste, algo que possa fazer para relaxar .

 Sylvio Mancusi – Sempre me perguntam qual eu gosto mais, eu sempre respondo, e a galera fica pensando: ”Que filho uma mãe gosta mais? ” Essa é a sensação que eu tenho, eu amo surfar, ondas grandes, kite, sup, snowboard, kitesnow, tudo eu acho o máximo, existem experiência e evoluções e amo muito.

6-Cheyne Kawani – Sylvio, todos conhecemos o perigo que é surfar entre tubarões, fundo de corais, fortes correntezas e ondas gigantes, existiu alguma vez em que você passou por apuros ou teve que ajudar alguém em perigo ?

Sylvio Mancusi – As vezes, mas tem aquele versículo da biblia que é muito importante e levo na minha alma : ”Não há altura, nem profundidade ou perigo que Deus não esteja com você”. Acho que em 1998 foi o dia que tive mais medo na vida, estava 80 pés de onda e fiquei com tanto medo que pedi para meu amigo Romeu Bruno me levar na Igreja depois da seção de surf. Foi quando virei cristão.

7-Cheyne Kawani -  Sylvio, você tem quantas temporadas no inverno Hawaiano ?

 Sylvio Mancusi - Nem gosto mais de contar, ahahahahaaahhaah

8-Cheyne Kawani - Para alguém que possa estar viajando pela primeira vez, qual conselho daria com relação à costumes sociais no Hawaii ?

Sylvio Mancusi – Hawaii é tranquilo para quem é educado e sabe se portar, os havaianos estão na terra deles, se o Hawaii fosse no Brasil seria muito pior, muito pouca gente iria surfar, gringo eu dúvido, então tudo está no lugar certo, seja educado e pegue as ondas do seus sonhos. E o lado cultural, estrutura também são alucinantes, você pode dar a volta no mundo que não irá achar 10 km de ondas iguais aqui.

9-Cheyne Kawani – Sylvio, agora vamos falar um pouco da sua sensação ali na Praia de Pipeline em ver nosso amigo Adriano de Souza sagrar-se o segundo campeão mundial brasileiro da história do surf, e não foi só isso né ? aconteceu muito mais (risos), conte-nos um pouco de toda aquela *Vibe* Brazuca.

Sylvio Mancusi – Ele mereceu muito, eu até brinquei com ele : ”Nada para você vêm fácil né? Foi cada bateria casca que ele foi passando, ele é muito raçudo, a cabeça dele é gigante, inteligente, esse ano não tinha como ser para outro atleta, é um exemplo não só para os brasileiros, mas para o mundo todo.

10-Cheyne Kawani -  Amigo, e seus projetos profissionais ? Pode nos adiantar algo que esta por vir ?

Sylvio Mancusi – No momento estou curtindo essa temporada de El Niño que está incrível, melhor temporada de ondas grandes de toda minha vida, em 1998, o último ano de El niño, também tivemos dezenas de dias de ondas grandes, mas muitos com ventos ruins, esse mês já surfei Jaws muitas vezes, incrível. E, estou fazendo a cobertura com entradas ao vivo pelo OFF e vídeos editados ‘ínloco”, enquanto isso está passando: ”MAR DOCE LAR”na telinha.

11-Cheyne Kawani - Vamos terminar com um conselho seu para a nova geração que tanto te admira.

Sylvio Mancusi – Nenhum sonho é impossível de ser realizado, mas você precisa acreditar de todo coração e orar muito.

12-Cheyne Kawani – Grande Sylvio, quero muito te agradecer por essa conversa meu amigo, grande abraço à você e sua família abençoada, tudo de ótimo pra vocês.

Sylvio Mancusi – Abração meu brother das antigas, manda uma abração também para os seus filhos,  ALOHA !!!

 

Veja abaixo a galeria de fotos: 

 

MAUKA – Produções Artísticas Ltda

skype: sylvio mancusi / facebook: Sylvio Mancusi

Por: Cheyne Kauani / Portal Surf Today

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo