Principal / Fabio Maradei / Com ondas de até 3 metros, CBSurf Pro Tour tem show de surf na Praia de Maresias e surfistas garantem as primeiras notas 10 do evento.
Com ondas de até 3 metros, CBSurf Pro Tour tem show de surf na Praia  de Maresias e surfistas garantem as primeiras notas 10 do evento.

Com ondas de até 3 metros, CBSurf Pro Tour tem show de surf na Praia de Maresias e surfistas garantem as primeiras notas 10 do evento.

Marcos Correa. Foto: Aleko Stergiou

 

image003 (2)

 

COMPETIÇÃO TERMINA NESTE DOMINGO E DEFINE O TIME DO BRASIL PARA O ISA WORLD SURFING GAMES, NO JAPÃO

Com ondas pesadas de até três metros, o segundo dia da 2ª etapa do CBSurf Pro Tour – Prefeitura de São Sebastião apresenta Maresia Pro SP 2018 foi de show de surf, neste sábado (11) na Praia de Maresias, litoral norte de São Paulo. O talento local Renan Argemiro e o potiguar Madson Costa garantiram as primeiras notas 10 do evento, que terá as finais neste domingo (12), com a grande atração para a formação da seleção brasileira para o ISA World Surfing Games, em setembro no Japão.

Estarão classificados os dois primeiros do ranking masculino e as três melhores da feminina, na soma das etapas de Pernambuco e São Paulo. As disputas recomeçam às 8 horas com as quartas-de-final e as baterias decisivas a partir do meio-dia. Quem não puder assistir as disputas decisivas na praia, tem a opção da transmissão ao vivo pela internet, no link www.fpsurf.com.br/eventos/18/cpr/cpr02/aovivo3.php.

Neste sábado, as ondas subiram, dando trabalho aos surfistas e, ao mesmo tempo, garantindo grandes apresentações. Além das duas notas dez de Renan (unânime) e Madson, outros três paulistas fizeram bonito. Deivid Silva, atual 12º colocado no ranking mundial QS, Renan Pulga, mais um talento local, e Marcos Corrêa passaram dos nove pontos. Deivid marcou um 9,17 duas vezes e no round 3 também garantiu a maior somatória do dia, com incríveis 17,67 pontos de 20 possíveis.

Fora da disputa pela vaga, Deivid quer repetir a grande atuação no domingo por um motivo especial, dedicar a vitória à filha, Isabela. “Estou amarradão de ter feito uma das maiores notas do campeonato. estou bastante focado. Estou feliz de competir no Brasileiro. Espero poder ganhar esse campeonato para a minha filha, porque é meu primeiro Dia dos Pais”, falou Deivid, que “bateu na trave” para o WCT nos últimos três anos. “Estou mais focado, minha cabeça está diferente. Colhi muitas coisas dos anos que não consegui entrar”, argumentou.

Os dois surfistas “nota 10” também comemoraram as grandes atuações. “Pelas condições do mar, pelo tamanho que tem, vi o dez do Madson, vi que foi uma direita muito boa. A onda veio para mim, consegui fazer três manobras e graças a Deus consegui esse dez. Eu não tinha ouvido a nota, só soube quando cheguei na areia. Só tenho de agradecer a Deus e aos meus apoiadores”, disse Renan, da vizinha praia de Juquehy, que segue na briga por uma das vagas.

“Com certeza. Estou batalhando. Venho batalhando bastante, botar a cabeça no lugar para a próxima bateria”, disse o surfista de 25 anos, que ficou em 25 º lugar em Pernambuco. “Competi bastante no amador com o Gabriel Medina, Miguel Pupo e só tenho a agradecer toda essa experiência e quero muito mais”, acrescentou.

Já Madson confessou que não tinha ideia de chegar à nota máxima. “Foi irada a onda. As condições estão muito boas. Quando entrei, subiu a direita, dei três pancadões, finalizei muito bem e nem imaginava que seria uma nota dez”, vibrou Madson, que está com 24 anos e é da Praia da Pipa, em Tibau do Sul/RN. “Meu sonho é ir para o Mundial no Japão. Nunca fui. Vamos lá, passando fase por fase até chegar na final”, disse o surfista, que na etapa inicial, em Pernambuco, ficou na 17ª colocação.

Depois de dois dias, dos 96 surfistas que iniciaram o evento, 16 seguem na disputa pela vitória, dez deles paulistas, sendo três de São Sebastião, Renan Argemiro, Igor Moraes e Samuel Pupo, os dois últimos talentos locais de Maresias. Na “corrida” pelas vagas para o ISA World Surfing Games no Japão, cinco atletas aparecem com chances reais de classificação.

Melhor para o potiguar Jadson André e o paulista Geovane Ferreira, vencedor e segundo colocado em Pernambuco. Marcos Corrêa, quinto do ranking, o baiano Bino Lopes, sétimo, e o pernambucano Alan Donato, 13º colocado. “O sonho de ir ao Mundial está de pé e se Deus quiser, vai dar tudo certo”, falou Marcos Corrêa, de 22 anos.

“O ISA Games do Japão terá grande importância, porque os dois melhores atletas das Américas garantem vagas para os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, em 2019, sem dúvida, um caminho menor para os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020. O time para esse Mundial terá as três primeiras meninas e os dois primeiros do ranking formado neste domingo e também o Ian Gouveia, atleta do WCT, que aceitou o convite da CBSurf”, fala o presidente da entidade, Adalvo Argolo.

NOVA DATA – Vale destacar que o vencedor (tanto no masculino quanto no feminino) embolsa R$ 10 mil. No total, o CBSurf Pro Tour 2018, novo circuito que definirá os campeões brasileiros, terá quatro etapas. A próxima está marcada para Santa Catarina e a final será na Bahia. “Alteramos a data da final em Salvador para os dias 13, 14 e 15 de dezembro, para não colidir datas com o QS Prime do Havaí e não prejudicarmos atletas que estejam na disputa pelo título”, anunciou Adalvo.

Prefeitura de São Sebastião apresenta Maresia Pro SP 2018 é um evento oficial da Confederação Brasileira de Surf, realizada pela Federação Paulista de Surf. Patrocínio da Maresia, com apoios da Silver Surf, X-Tra Foam, Pousada Tambayba, Niponet Banda Larga e FMA Notícias. Colaboração da Associação de Surf de São Sebastião e da Associação de Surf de Maresias.

Por: Surf Today / fonte: 

image006

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo