Principal / Evelyn Colombo / Evelyn Colombo entrevista o Skimboarder Lucas Fink.
Evelyn Colombo entrevista o Skimboarder Lucas Fink.

Evelyn Colombo entrevista o Skimboarder Lucas Fink.

                Lucas Fink. Foto: Arquivo pessoal
Evelyn - Nome completo?
Lucas Milward Fink de Andrade, conhecido como Lucas Fink no skimboard.
Evelyn -  Local de nascimento?
18 anos, carioca da gema
Evelyn - Como conheceu o skimboard?
Tinha uns 6/7 anos e no prédio que morava tinha vários amigos que já andavam de Skim no Leblon com as pranchinhas de madeira da época. Certo dia fui com eles e me botaram pra tentar o skim, me dei muito bem já de cara e fiquei amarradão. Era época de Natal então sai da praia com o presente já garantido hahaha. Comprei uma prancha de madeira na Galeria River, nunca vou esquecer. Dai em diante foi só evolução e muito treino.
Evelyn - Já participou de campeonatos e quanto título já ganhou?
Já participei de diversos campeonato, amadores e profissionais. Meus título mais relevantes são o Bi-Campeonato Mundial Amador em Delawere (EUA) em 2013 e 2014.
O campeonato Sul-Americano Profissional em 2015, no Chile.
Campeão Brasileiro profissional em 2015 e Vice em 2016.
Também fui o brasileiro mais bem colocado na história do UST (circuito mundial de skimboard), fui o 7o colocado geral em 2015.
Evelyn - Quando participou de seu primeiro campeonato e o que o fez você começar a competir?
Meu primeiro campeonato foi em 2009, competi de uma das etapas do Brasileiro na praia da Macumba. Eu ainda estava iniciando no esporte e quando soube de um campeonato na minha cidade fiquei animadão pra ir lá conhecer os praticantes de todo Brasil. Eu tinha expectativa de competir alguma categoria Iniciante e/ou Amadora, mas quando cheguei só existia categoria Open haha. Lá fui eu, com uns 9 anos, competir com os marmanjos. Passei minha primeira bateria e ainda eliminei um dos favoritos ao título. Aquilo foi histórico pra mim, me motivou muito e me colocou no mapa como uma promessa do Skimboard.
Evelyn - Você tem algum tipo de apoio ou patrocínio? Qual a maior dificuldade em consegui-los?
Tenho, sou patrocinado pelo Palaphita, bar restaurante e boate do Rio de Janeiro, pela RedBull, pela Exile Skimboards, fabricante californiana de skimboards, e pelo Pace Clube RJ, treinamento funcional na praia do Leblon.
A dificuldade de conseguir patrocínios sendo um atleta de skimboard é de despertar interesse nos investidores sendo esse um esporte de nicho. No entanto nada é impossível, principalmente quando se faz o que ama, quando se busca viver seu sonho. As mídias digitais atualmente são uma ótima aliada para expandir suas áreas de influencia e não se limitar só ao skimboard, por exemplo.
Evelyn - Qual seu local preferido para praticar o esporte e a manobra que mais se identifica?
Como dizem, não tem lugar igual a sua casa. Sou apaixonado em fazer skimboard no Rio, principalmente em Ipanema, Leblon e na Praia do Vidigal, ondas que conheço muito bem e que já me proporcionaram momentos inacreditáveis. No entanto, também sou um grande fã das ondas de Sununga, em Ubatuba, pra mim a melhor onda de Skimboard do mundo.
Assista abaixo Lucas Fink no vídeo: Skim Life of Fink:  Ipanema on FIRE
 
Evelyn - Quais são os objetivos para 2017?
Fazer o que amo, sem duvidas. Mas pra conseguir isso a caminhada é longa. Pretendo seguir nas competições… Quem sabe competir o mundial ou então o Brasileiro, mas também tenho planos que vão além das competições. Quero fazer parte da história do Skimboard e de sua expansão. Quero e vou deixar minha marca, podem esperar porque 2017 trará coisas boas.
Por: Evelyn Colombo / Surf Today

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo