Principal / Fabio Maradei / Final do Rip Curl Guarujá Open 2017 promete disputas acirradas.
Final do Rip Curl Guarujá Open 2017 promete disputas acirradas.

Final do Rip Curl Guarujá Open 2017 promete disputas acirradas.

Nathan Kawani. Foto: Silvia Winik

 image003 (1)

Dez disputas em aberto. A final do Rip Curl Guarujá Open de Surf 2017 promete grandes e emocionantes “brigas” pelos títulos municipais. A 3ª e decisiva etapa será realizada de sexta-feira a domingo (13 a 15), na praia que oferecer as melhores condições de ondas. Das dez categorias em ação, só quatro têm líderes com 100% de aproveitamento, mas nada está definido.

A única disputa mais encaminhada é da iniciante (sub14), com Derek Matos, filho de Amaro e sobrinho de Neno e Paulo Matos, ícones na história do surf. Ele venceu as duas etapas e tem boa vantagem sobre o segundo colocado. Na feminina, Juliana Meneghel, que voltou em grande fase, também chega “invicta”, assim como Leco Salazar no SUP Surf, e Roberto Alves, na estreante (sub12).

Apesar de não ter vencido as duas etapas, Amaro Matos é o mais forte candidato ao título na longboard. Ele também aparece na disputa da master, que tem como líder isolado, Kias de Souza, seguido de Jojó de Olivença. Binho Hanada completa a lista dos cotados com a mesma pontuação de Amaro.

Assim como Amaro, dois surfistas de Guarujá figuram como possibilidades de comemorar os títulos em mais de uma categoria. Giovane Pontes é o líder da pro-am e da júnior, sendo o grande destaque da temporada, com apresentações muito boas.

Na pro-am, a disputa será de alto nível, contra Gustavo Ribeiro, que chegou nas duas finais, e Nathan Kawani, vencedor da segunda etapa e que vem de uma boa atuação no Paulista Pro. Na júnior, o ranking também está embolado com Vinicius Parra e Alax Soares, atual campeão paulista e líder do Estadual na temporada.

Entre os caçulas, Ryan Araújo não lidera, mas tem chances na petit (sub10), liderada por Daniel Duarte, e na estreante. Já na mirim (sub16), Pedro Pupo vem com uma boa distância no ranking, sobre o seu companheiro de treino e atual campeão da categoria e supercampeão, Luan Hanada.

Além da definição dos dez títulos individuais, a etapa final do Circuito terá como grande atrativo a disputa do supercampeão, envolvendo seis campeões numa bateria especial – pro-am, junior, mirim, iniciante, master e longboard. O dono da maior pontuação, além de ser declarado o melhor entre todos, viajará para a Indonésia, prêmio oferecido pela Ocean Travel.

Outra bateria que chama a atenção é a Re/Max Session, reunindo convidados em busca da manobra mais radical, valendo R$ 500,00. A pro-am também conta com premiação em dinheiro, com o vencedor levando R$ 1.050,00, de um total de R$ 3 mil.

A SUP Surf, motivada pela conquista do título mundial da ISA, por Luiz Diniz, terá R$ 500,00, ao vencedor, oferecido pela NaJaca Comunicação. Outro prêmio será da Lio Nutri Nutrição Saudável, com R$ 200,00 para a melhor nota do evento, válida para todas as categorias. Também será realizado um sorteio de um kit de produtos da marca.

O Rip Curl Guarujá Open 2017 é apresentado pela ASG. Patrocínio: Sucos Do Bem. Apoios: Prefeitura Municipal de Guarujá, através da Secretaria de Esportes e Lazer, Imobiliária Re/Max Beach Home Leads, Cowork & Surf, NaJaca Comunicação, Lio Nutri, Faup Comunicação Visual, Ocean Travel, Millenium, Rip Wave, CFour Shaper Supply, Le Moss Essence, Fu Wax, CT de Surf Lugar ao Sol, Colégio Don Domênico, Cross Fit Guarujá, Subway e Restaurante Saborear Pitangueiras. Supervisão: Federação Paulista de Surf. Divulgação FMA Notícias e Revista Hardcore.

image002

Por: Surf Today / fonte: 

image012

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo