Principal / Fabio Maradei / Inspirados pelo primeiro brasileiro campeão mundial de surf, jovens talentos garantem alto nível técnico na etapa de abertura do Circuito Medina/ASM 2016
Inspirados pelo primeiro brasileiro campeão mundial  de surf, jovens talentos garantem alto nível técnico  na etapa de abertura do Circuito Medina/ASM 2016

Inspirados pelo primeiro brasileiro campeão mundial de surf, jovens talentos garantem alto nível técnico na etapa de abertura do Circuito Medina/ASM 2016

Pamella Mel vencedora da sub12. Foto capa:Foto: Jorge Mesquita

image001

 

Inspirados pelo primeiro brasileiro campeão mundial de surf, os participantes do Circuito Medina/ASM 2016 demonstraram um alto nível técnico nas ondas da praia de Maresias. A etapa inicial do campeonato, prestigiada pelo próprio Gabriel Medina, nestes sábado e domingo (25 e 26), reuniu 124 surfistas com até 16 anos de idade, divididos em seis categorias.

As vitórias ficaram com Daniel Adisaka, de Ubatuba, e Maju Freitas, do Rio de Janeiro, na sub16; Eduardo Motta, de Guarujá, na sub14; os talentos locais Caio Costa e Pamella Mel, na sub12; e Ryan Kainalo, de São Paulo, na sub10. Maju foi um dos grandes nomes do final de semana, garantindo a maior nota do evento, um 9,5 e depois demonstrou superação ao competir e vencer depois de passar mal no sábado.

Também foram destaques Eduardo Motta, sendo o vice na sub16; Caio Costa, com o terceiro na sub14; e Ryan Kainalo, com o segundo lugar na sub12. Outro surfista que chamou a atenção foi o pequeno Murilo Coura, de apenas 9 anos, que é de São José dos Campos, no interior e conquistou o segundo lugar na sub10. Para completar a lista dos principais nomes da etapa, Sophia Medina, a irmã caçula de Gabriel Medina, que garantiu o segundo lugar na sub12 e o quinto na sub16.

O Circuito Medina é considerado o primeiro passo para a criação do Instituto Gabriel Medina, que iniciará as atividades em 2017, com a proposta de preparar técnica e fisicamente novos valores do surf com a mesma metodologia utilizada com o campeão mundial de 2014. Os quatro melhores surfista de Maresias de cada categoria estarão convidados a participar da primeira turma da iniciativa.

“Foi muito legal ver a molecada surfando bem, o circuito sendo um sucesso. E temos certeza de que teremos grandes talentos no Instituto”, disse Medina, revelando que pretende interagir com os participantes. “Eu e meu pai queremos estar sempre perto”, afirmou o surfista. “Ficamos bem felizes com o resultado do campeonato. O nível técnico foi excelente, a molecada surfou muito bem”, complementou Charles, o pai e técnico de Medina.

Na definição dos vencedores da etapa inicial, a primeira decisão foi na sub10. Ryan Kainalo garantiu a vitória com ondas 5,67 e 6,50, abrindo boa vantagem sobre o segundo colocado, Murilo Coura. O paranaense Ryan Coelho ficou em terceiro, seguido de Davi Vertulli, da vizinha praia de Juquehy. “É muito irado, porque está toda a família do Medina. Estou muito feliz, porque é um campeonato difícil”, vibrou o vencedor, filho do surfista Alexandre Miranda.

Na sub12 feminina, Pamella Mel aproveitou as ondas do inside para garantir a vitória. Sophia Medina e Camilly Oliveira tentaram ir para o outside, atrás de ondas maiores, mas foi difícil superar a rebentação. Saíram chorando da bateria, tristes por não ter conseguido pegar as ondas desejadas. Sophia terminou em segundo, Naire Marques, de Ubatuba, foi a terceira e Camilly completou o pódio.

“Foi muito legal começar vencendo, competir com a Sophia, numa etapa bem forte”, disse Pamella. “E agora teremos o Instituto. Quero participar e o legal é que como eu e a Sophia estudamos de manhã, treinaremos juntas de tarde”, acrescentou a surfista, em relação ao Instituto.

Entre os meninos com até 12 anos, Ryan voltou ao mar, mas quem levou foi Caio Costa. Lúcio Rosario, de Ubatuba, ficou em terceiro e o santista Yuri Beltrão, em quarto. “Foi muito boa essa vitória. Ainda mais em casa. E tem a chance de participar do Instituto. Será demais. Um grande incentivo para a carreira de qualquer atleta”, disse Caio.

Na sub14, Caio tentou fazer uma dobradinha, mas quem levou a melhor foi Eduardo Motta, virando o resultado no último minuto, com uma onda nota 7,77, para superar Kauê Germano, que mora na vizinha Juquehy. Kauai Lobato, também de São Sebastião, foi o quarto colocado. “Estava bem confiante. E graças a Deus peguei onda boa”, falou Mottinha, também enaltecendo o patrocínio de Medina ao Circuito. “Muito irado esse investimento nos atletas da nova geração”, elogiou.

Na sub16 feminina, Maju Freitas entrou no mar como favorita, após o 9,5 no sábado. E não decepcionou, mantendo a ponta. Carol Bonelli, de Saquarema, e Louisie Frumento, de Guarujá, rivais no Rip Curl Grom Search, voltaram a enfrenta-la e Maju mostrou superação, depois de ter ficado doente no final de tarde de sábado. Carol foi a vice, seguida da também carioca Julia Camargo e de Louisie.

“Não estou nem acreditando que consegui ganhar. Passei malzão. Não estava nem conseguindo ficar em pé. Comi algo que não me fez bem e vomitei várias vezes. Sorte que o pessoal do campeonato foi legalzão comigo e conseguiu mudar a minha semi para hoje (domingo) e consegui me dar bem. Foi muito irado estar nesse campeonato que incentiva a nova geração com o Medina”, vibrou.

A última final do dia foi marcada por muita emoção com várias viradas de resultados, entre Eduardo Motta, Daniel Adisaka e o talento local, Heitor Duarte. Os três estiveram na frente em algum momento. Nos minutos finais, Daniel iniciou uma recuperação, primeiro com uma nota 7, com apenas uma manobra bem-feita, de depois com um 6,5, tirando a segunda vitória de Mottinha, que ainda tentou recuperar a ponta, mas caiu na onda.

“Estou sem palavras, amarradão. Estava bem focado. Tinha perdido na minha categoria principal (sub14) e estava bem triste. Caí na água com objetivo de ganhar. Comecei mal, mas consegui me recuperar. Estava esperando uma onda que Deus enviasse e brotou uma esquerda e deu tudo certo”, contou Daniel.

Vale destacar que como forma de aprendizagem para a nova geração, as categorias sub14 e sub16 já utilizaram o sistema de prioridade, como os circuitos profissionais. “Deu super certo para a molecadinha aprender. É uma evolução”, comentou o juiz Marcelo Papel Nunes.

No total, o Circuito terá três etapas. A próxima disputa está marcada para os dias 30 e 31 de julho e a final nos dias 19 e 20 de novembro, quando o Instituto será inaugurado por Gabriel Medina. Os quatro primeiros colocados de cada categoria, que sejam de Maresias, serão convidados a fazer parte da equipe do Instituto Medina, além de ganharem pranchas. O Circuito também terá como premiação passagens aéreas para a Califórnia aos campeões da sub16 (masculina e feminina), sub14 e sub12 (ambas na masculina). Nas etapas, serão distribuídos troféus e kits.

Veja abaixo a galeria de fotos do evento:

O Circuito Medina/ASM 2016 tem os patrocínios da Oi, Guaraná Antarctica, B.Blend, Vult Cosmética e Rip Curl, com apoios de Wizard Idiomas, Restaurante Terral, Pousada Tambayba, DB Cópias, Cabianca Surfboards, Federação Paulista de Surf, Associação de Surf de São Sebastião e Somar. Realização da Associação de Surf de Maresias (ASM) e Prefeitura Municipal de São Sebastião, através do Departamento de Esportes Náuticos da Secretaria de Esportes.

RESULTADOS DA 1ª ETAPA

SUB16 MASCULINA

1 Daniel Adisaka – Ubatuba

2 Eduardo Motta – Guarujá

3 Heitor Duarte – São Sebastião (Maresias)

4 Pedro Dib – São Sebastião (Camburi)

SUB16 FEMININA

1 Maju Freitas – Rio de Janeiro/RJ

2 Carol Bonelli – Saquarema/RJ

3 Julia Camargo – Rio de Janeiro/RJ

4 Louisie Frumento – Guarujá

SUB14 MASCULINA

1 Eduardo Motta – Guarujá

2 Kauê Germano – São Sebastião (Juquehy)

3 Caio Costa – São Sebastião (Maresias)

4 Kauai Lobato – São Sebastião (Camburi)

SUB12 MASCULINA

1 Caio Costa – São Sebastião (Maresias)

2 Ryan Kainalo – São Paulo

3 Lúcio Rosário – Ubatuba

4 Yuri Beltrão – Santos

SUB12 FEMININA

1 Pamella Mel – São Sebastião (Maresias)

2 Sophia Medina – São Sebastião (Maresias)

3 Naire Marques – Ubatuba

4 Camilly Oliveira – São Sebastião (Maresias

SUB10 MASCULINA

1 Ryan Kainalo – São Paulo

2 Murilo Coura – São José dos Campos

3 Ryan Coelho – Matinhos/PR

4 Davi Vertulli – São Sebastião (Juquehy)

Por: Surf Today / Fonte: 

image002

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo