Principal / Fabio Maradei / Instituto Gabriel Medina compete com 23 atletas na abertura do Hang Loose Surf Attack, em Ubatuba.
Instituto Gabriel Medina compete com 23 atletas na  abertura do Hang Loose Surf Attack, em Ubatuba.

Instituto Gabriel Medina compete com 23 atletas na abertura do Hang Loose Surf Attack, em Ubatuba.

Equipe igm hang loose. Foto: Aleko Stergiou

image001

 

ENTRE OS DESTAQUES DA EQUIPE ESTÃO DANIEL ADISAKA, CAIO COSTA, GUILHERME FERNANDES E SOPHIA MEDINA

 

Assim como no ano passado, o Instituto Gabriel Medina (IGM) terá presença marcante no Hang Loose Surf Attack 2018, o circuito paulista de categorias de base, que tem grande tradição na revelação de novos valores do surf brasileiro. Na etapa inicial, de sexta-feira a domingo (18 a 20), na Praia de Itamambuca, em Ubatuba, serão 23 atletas, que viajam em equipe, com transporte, alimentação e hospedagem custeadas através da Lei de Incentivo ao Esporte, do Ministério do Esporte.

Entre os destaques do time estão Daniel Adisaka, atual campeão paulista sub16, Caio Costa, Guilherme Fernandes e Sophia Medina, que este ano já fizeram bonito com títulos no Rip Curl Grom Search, outro importante campeonato de base do Brasil e também referência na formação de jovens talentos. “Temos 23 surfistas confirmados e a possibilidade de aumentar esse número com alguns atletas como alternates”, afirma o coordenador técnico do IGM, Alex Leco.

“Estamos confiantes, principalmente pelo bom começo de temporada, nas três competições oficiais que aconteceram, as duas etapas do Grom Search e a abertura do Municipal de São Sebastião”, complementa o técnico, ressaltando que os atletas vêm de um período de treinamento físico intenso, visando a sequência de eventos marcados do final de maio até julho.

“Com base nisso, a expectativa é muito boa, mas lógico que só se torna realidade com o trabalho sendo continuado dentro da competição. Não adianta uma grande preparação, se abandonar o que foi feito diariamente. Um ponto positivo que pode nos ajudar muito são os atendimentos recentes com o psicólogo do esporte, que passou a atuar no IGM, dando preparação e acompanhamento mental aos atletas”, reforçou Leco.

Entre as atrações do evento de abertura está a estreia da feminina sub16 e Sophia Medina chega como uma das grandes cotadas, depois de faturar o título nacional do Grom Search. Júlia Duarte é outro nome forte na categoria. Caio Costa que já foi campeão estadual também chega confiante para uma boa apresentação, assim como Daniel Adisaka, que conhece muito bem o pico de Itamambuca.

RETROSPECTO 2018 – Neste ano, o IGM levou sua equipe para três disputas e foi muito bem representado. No Rip Curl Grom Search, foram três títulos, dos quatro em disputa, com uma festa na etapa final, faturando três vitórias e 10 atletas do Instituto entre os 16 finalistas.

Sophia Medina faturou na feminina (sub16) e garantiu a vaga para a final mundial do evento em 2019; Caio Costa foi o campeão da iniciante (sub14) e ainda o terceiro na categoria acima, a mirim (sub16) e, para completar a festa, Guilherme Fernandes levou na grommet (sub12), com 100% de aproveitamento.

Já no Sebastianense, “em casa”, foram nada menos que cinco vitórias, duas delas com Caio Costa, o grande nome do evento, competindo nas categorias acima da sua, a mirim (sub16) e a júnior (sub18). Também comemoraram as vitórias Rodrigo Saldanha, na iniciante, Murillo Coura, na estreante (sub12) e Júlia Duarte, na feminina. Em algumas disputas, o domínio foi amplo, como na iniciante (sub14) com os quatro finalistas, sendo que dos 12 melhores, dez são do projeto, com domínio total desde a semifinal. Na júnior (sub18) outra decisão 100% dos atletas que treinam no IGM.

Localizado na praia de Maresias, em São Sebastião, exatamente onde Gabriel Medina aprendeu a surfar quando criança, o IGM foi inaugurado no dia 31 de janeiro de 2017 e logo no dia seguinte, os atletas convidados já estavam na sede do projeto, iniciando os treinos. O projeto é o sonho realizado do primeiro brasileiro campeão mundial de surf, que oferece para jovens talentos do surf a mesma estrutura de preparação física e técnica do ídolo do surf, acrescentada de aulas de inglês, em parceria com a Wizard, e tecnologia, com a Microsoft. Os atletas treinam no contraturno da escola e também ganham uniformes, alimentação, apoio nos campeonatos e atendimento médico (inclusive fisioterápico) e odontológico.

 

CONECTE-SE COM O INSTITUTO GABRIEL MEDINA:

 www.institutogm10.com.br

www.facebook.com/institutoGM10

www.instagram.com/institutogm10

www.twitter.com/institutogm10

www.flickr.com/photos/gabrielmedina10

www.youtube.com/institutogabrielmedina

image026 (1)

Por: Surf Today / fonte: 

image027 (1)

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo