Principal / Josil Mandacaru / Na coluna sala de shape desta semana, Josil Mandacarú fala sobre a semana decisiva para o Surf Mundial.
Na coluna sala de shape desta semana, Josil Mandacarú fala sobre a semana decisiva para o Surf Mundial.

Na coluna sala de shape desta semana, Josil Mandacarú fala sobre a semana decisiva para o Surf Mundial.

Hoje deve começar o trials, que qualifica 2 surfistas  para a última e decisiva etapa do WCT em Pipeline, o meu amigo Zé Paulo Ferreira que vai narrar esta etapa, acaba de me informar que Dusty Payne entrará direto na evento principal, no lugar do contundido CJ Hobgood, ou seja, ele tem muitas chances de vencer este mini mundial em águas hawaianas.

Temos mais uma vez um campeão do ASP qualifyng series, o ranking que qualifica os novos integrantes da elite do surf mundial.
Filipe Toledo se sagrou campeão, quando seus rivais diretos na disputa, os australianos Matt Banting, que caiu nas oitavas de final e Julian Wilson, que perdeu nas quartas de final, foram eliminados no Vans World Cup of Surfing, ultima etapa Prime do ano, em Sunset, Oahu, Hawaii.
Ele agora se junta a outros brasileiros que já conseguiram esta conquista:

Flávio Teco Padaratz em 1992 e 1999
Victor Ribas em 1997
Fabio Gouveia em 1998
Armando Daltro em 2000
Neco Padaratz em 2003 e 2004
Adriano de Souza em 2005

Entre 1992 e 2009, foram 8 titulos brasileiros, 6 australianos, 2 americanos, 1 francês e 1 sul-africano.
De 2010 a 2013, o ranking foi unificado e este título não foi disputado, só sendo retomado este ano
Portanto, com mais este triunfo de Filipinho Toledo, filho do bi-campeão brasileiro Ricardo Toledo, conseguiu o nono título para o Brasil!!
Wiggoly Dantas, o Guigui, ficou na quarta colocação neste ranking paralelo e isso só vem deixar mais clara a brilhante campanha que o promoveu ao WCT para 2015.
Ubatuba ,uma cidade que é um celeiro de talentos no surf, tem agora 2 representantes entre os melhores do mundo o que é motivo de orgulho para todos nós conterrâneos deste paraíso do litoral norte de São Paulo, que conta com diversas praias e diferentes tipos de onda, propiciando uma versatilidade nas características de nossos atletas.
Voltando a disputa decidida em Sunset neste fim de semana, tivemos o tahitiano Michel Bourez vencendo o evento.
O hawaiano Dusty Payne, que já havia vencido a etapa de Haleiwa, penúltima do ASP Qualifyng Series e a primeira da Triple Crown of Surfing (3 eventos realizados no Hawaii no final da temporada), terminou na segunda colocação e lidera disparado esta disputa.
Hoje deve começar o trials, que qualifica 2 surfistas para a última e decisiva etapa do WCT em Pipeline e caso se qualifique para este tão esperado desfecho de 2014, Payne provavelmente se sagrará campeão deste prestigiado mini mundial em águas hawaianas.
Os brasileiros em Sunset não se destacaram muito este ano, mas vale ressaltar a participação de Lucas Silveira, que chegou até as quartas de final.
Muita ansiedade e até um certo nervosismo, nestes momentos que antecedem a derradeira etapa na mítica onda de Pipeline.
O nome já diz,  PIPE MASTERS!!
Com Gabriel Medina na liderança do ranking, seguido de perto pro Mick Fanning e logo abaixo pelo melhor surfista de todos os tempos Kelly Slater, os únicos 3 com chances de se tornar campeão mundial em 2014, ninguém aqui quer perder a chance de assistir, quem sabe, o primeiro título do Brasil em todos estes anos de surf profissional.
Já tivemos um vice com Victor Ribas,alguns campeões mundiais amadores, mas o tamanho de um título deste quilate, mudará para sempre a ordem do surf mundial.
Estamos na torcida,mas sem jogar mais pressão … já há muita!!!
Um garoto não pode carregar o peso de todo um país apaixonado pelo esporte,e que vem crescendo e conquistando cada vez mais espaço entre os melhores do mundo.
Ele já é um campeão,independente do resultado final e se não der certo desta vez,ainda terá muito tempo para conseguí-lo.
Não gostei da entrada da mídia não especializada neste oba-oba que se formou, com a possibilidade do título de Gabriel Medina após sua vitória em Teahupoo.
Muita gente falando besteira, sem propriedade e sem conhecimento de causa.
Ele tem que continuar se divertindo,como estava até o Tahiti, onde parecia que surfava na sua casa, em Maresias.
Em Portugal, já senti que estava diferente.
Se fizer o que sabe trará para o Brasil este título histórico.
É o que esperamos há tanto tempo e confesso que quando comecei a surfar e todas as referências vinham de fora, isso não se passava na minha cabeça.
Hoje é real e palpável .. conquistamos o mundo sim, independente do resultado que vier esta semana.
Fiquem ligados!!!
Uma ótima semana para todos nós e que seja a vontade divina, que Medina traga o caneco!!

Por: Josil mandacarú / Surf Today 

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo