Principal / NOTÍCIAS / Leo Barcelos e Daniel Adisaka vencem novamente o Grom Search 2016 em Saquarema.
Leo Barcelos e Daniel Adisaka vencem novamente o Grom Search 2016 em Saquarema.

Leo Barcelos e Daniel Adisaka vencem novamente o Grom Search 2016 em Saquarema.

 

Leonardo Barcelos venceu as duas etapas do Grom Search 2016. Foto: Basilio Ruy.

Os novos valores das ondas reinaram no “Maracanã do Surf”. Em disputas em alto nível e emocionantes, foram definidos os vencedores da 2ª etapa do Rip Curl Grom Search, apresentado por Guaraná Antarctica, neste domingo (21), na praia de Itaúna, em Saquarema/RJ.

Na mirim e na iniciante, o catarinense Leonardo Barcelos e o paulista Daniel Adisaka repetiram as vitórias conquistadas em Garopaba/SC, respectivamente. Entre as meninas, Tainá Hinckel, também de Santa Catarina, aproveitou a experiência da temporada havaiana para faturar o primeiro lugar, enquanto que na grommet, outro paulista, Caio Costa, levou a melhor.

No total, foram 112 surfistas de seis estados e além dos quatro vitoriosos, destaque para Leo Casal, mais uma revelação catarinense, que chegou a duas finais, sendo o terceiro na grommet e o quarto na iniciante.

Com os resultados desta disputa, alguns surfistas ficaram mais próximos do título 2016. A melhor situação é de Daniel Adisaka, de Ubatuba, que comemora o caneco chegando à semifinal, sem depender dos resultados dos rivais. Em grande fase, ele ainda é o quarto colocado no ranking da mirim, confirmando a grande fase. Leo Barcelos também compete em situação mais cômoda e já confirma o título, se fizer nova final, independente dos outros concorrentes.

Depois de uma divertida disputa do “Big Sup Guaraná Antarctica”, o público acompanhou, torceu e vibrou com as finais. A primeira na água foi da grommet, para os caçulas do evento, com até 12 anos. Num final de semana inspirado, Léo Casal saiu na frente, mas logo Caio Costa, que vem da mesma praia do campeão mundial Gabriel Medina, foi para primeiro lugar.

O surfista catarinense tentou dar o troco, ficando muito perto. No final da bateria, Raphael Castro, que veio direto da Califórnia, onde estava competindo, iniciou uma reação e assumiu a ponta. Mas o surfista da Praia de Maresias deu o troco, com a mesma nota.

Os dois terminaram com a mesma pontuação nas duas ondas que entram para a somatória e o desempate veio na terceira melhor nota de cada um. Leo Casal ficou em terceiro com outro catarinense, Caetano Silveira, repetindo o quarto lugar da etapa inicial. “Queria agradecer a Deus. Vencer esse campeonato é um sonho e estou muito feliz. Vamos para a próxima, que é em casa, estou focado e vamos para o título”, disse Caio.

Na iniciante, para atletas com no máximo 14 anos, o paulista Kauê Germano começou em primeiro, mas Daniel pulou para primeiro e não perdeu mais a posição, com uma nota 7,25, em sua quarta onda. O potiguar Mateus Sena, destaque no primeiro dia, terminou em terceiro, seguido de Leo Casal. “Quero agradecer a minha família que sempre me ajuda muito, a Deus, primeiramente, por esse grande resultado”, afirmou.

Na disputa feminina (limite de 16 anos), Tainá Hinckel já havia garantido a melhor performance entre todos os os competidores do sábado e seguiu muito bem. Na decisão abriu com um 6,5 e administrou a vantagem até o fim. Competindo “em casa”, Carol Bonelli, vencedora da etapa inicial, tirou um 6,75 no final, chegou a esquentar a briga, precisando de 5,65 para virar, mas não teve tempo de uma nova onda.

“Estou muito feliz com essa vitória, treinei bastante para isso e quero agradecer à minha família, por todo o suporte e a galera da praia, sempre torcendo por mim”, comentou Tainá, que ficou dois meses no Havaí, treinando em competindo em disputas locais, para aprimorar o seu surf.

Tainá Hinckel. Foto: Basilio Ruy.

Tainá Hinckel. Foto: Basilio Ruy.

A última final do evento foi a mirim, para competidores com no máximo 16 anos. Com uma nota 8,5, Leonardo Barcelos ficou na frente. No final, para garantir a mesma emoção das outras decisões, o talento local, João Vitor Chumbinho, pegou um aéreo, para iniciar uma reação, tirando 6,75. Ficou precisando de 6,76 para vencer e em sua última onda tirou 6,5, com o placar ficando 13,50 a 13,25.

“Peguei boas ondas. Queria agradecer muito a família do Marcelo e da Raiane, que nos hospedou. Chegamos no meio da semana e deu para treinar bastante. Quero agradecer à minha família, que sempre me ajuda muito”, falou o surfista de Imbituba.

Prestigiando o evento, o tube rider Bruno Santos resumiu bem o que viu nos dois dias de disputas em Saquarema. “Foi um verdadeiro espetáculo”, ressaltou o aniversariante do dia, que completou 32 anos de idade e durante o final de semana interagiu com os novos valores do surf brasileiro.

Além das disputas de alto nível e do Big Sup, o evento contou com várias atrações fora do mar, como a distribuição de pipas, cama elástica e também a pintura de pranchas, na Casa Guaraná Antarctica. Houve, também, a tradicional confraternização, reunindo atletas, pais e técnicos, confirmando que o Rip Curl Grom Search é “Muito mais do que um campeonato de surf”. Outra ação importante foi a distribuição de mudas nativas ao público, como parte do  programa Rip Curl Planet, de conscientização socioambiental.

Grom Search 2016, etapa de Saquarema. Foto: Basilio Ruy.

Grom Search 2016, etapa de Saquarema. Foto: Basilio Ruy.

A definição dos campeões da temporada será na 3ª e última etapa, na Praia de Maresias, em São Sebastião, nos próximos dias 5 e 6. Os campeões da mirim e da feminina estarão classificados para representar o Brasil na final internacional do Rip Curl Grom Search em 2017, em algum lugar do Mundo, com passagens aéreas e hospedagens pagas pela Rip Curl.

As inscrições já estão abertas e até terça-feira (23) são exclusivas para atletas que já estejam no ranking. A partir de quarta-feira (24), as vagas remanescentes serão liberadas para todos os competidores. Os atletas devem enviar e-mail para inscricao@fpsurf.com.br, mencionar nome, categoria, data de nascimento, local onde mora e aguardar a confirmação.

A taxa de R$ 85,00 será paga na praia, antes da primeira participação no evento, junto com a entrega de um quilo de alimento não perecível (exceto sal e açúcar), para doação a uma entidade social.

Resultados da 2ª etapa

Mirim (até 16 anos)

1 Leonardo Barcelos – SC

2 João Vitor Chumbinho – RJ

3 Fábio Martins – PR

4 Guilherme Marques – SC

Feminina (até 16 anos)

1 Tainá Hinckel – SC

2 Carol Bonelli – RJ

3 Louisie Frumento – SP

4 Maju Freitas – RJ

Iniciante (até 14 anos)

1 Daniel Adisaka – SP

2 Kauê Germano – SP

3 Mateus Sena – RN

4 Leo Casal – SC

Grommet (até 12 anos)

1 Caio Costa – SP

2 Raphael Castro – RJ

3 Leo Casal – SC

4 Caetano Silveira – SC

Ranking após 2 etapas

Mirim (até 16 anos)

1 Leonardo Barcelos – SC – 2.000

2 Fábio Martins – PR – 1.620

3 Guilherme Marques – SC – 1.260

4 Daniel Adisaka – SP – 1.043

Feminina (até 16 anos)

1 Carol Bonelli – RJ – 1.900

2 Louisie Frumento – SP – 1.710

3 Maju Freitas – RJ – 1.458

4 Manuela Pacheco – SC – 1.240

Iniciante (até 14 anos)

1 Daniel Adisaka – SP – 2.000

2 Mateus Sena – RN – 1.466

3 Kauê Germano – SP – 1.330

4 Leo Casal – SC – 1.260

Grommet (até 12 anos)

1 Caio Costa – SP – 1.900

2 Rodrigo Saldanha – SP – 1.656

3 Leo Casal – SC – 1.539

3 Caetano Silveira – SC – 1.539

Por: Surf Today / Fonte:  Fábio Maradei

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo