Principal / Josil Mandacaru / Na Sala de Shape com Josil Mandacarú: A cronologia de um triunfo, Gabriel Medina Campeão Mundial‏!!!
Na Sala de Shape com Josil Mandacarú: A cronologia de um triunfo, Gabriel Medina Campeão Mundial‏!!!

Na Sala de Shape com Josil Mandacarú: A cronologia de um triunfo, Gabriel Medina Campeão Mundial‏!!!

Foto Capa Aleko 

Há tempos não havia uma semana tão longa!!

Na correria do dia a dia as semanas normalmente “voam”.
Esta semana que passou foi lenta e angustiante.
Todos puderam ter a mesma sensação que um surfista tem,a espera do dia ideal para surfar.Hoje tudo é mais facilitado pelas previsões,esta espera é mais calculada,mas ainda sim,existe a margem de erro,para melhor e para pior.
Não é fácil.
Não é uma quadra coberta e tudo muda rapidamente, a ondulação,as marés,o vento…
Depende que variadas condições naturais estejam em harmonia.
Depois do “call off” da semana passada e em que logo depois o mar acertou e rendeu bons momentos,inclusive gerando críticas a Kieren Perrow,diretor de prova.
Chegaram a comparar à paralisação da etapa de Fiji em 2012.
Há controvérsias ,mas agora só um mar  de qualidade ,padrão Pipe, para que ninguém se lembre disso mais adiante.
Mas já são águas passadas.
Hoje é dia 19/12/14,sexta feira!!!
Um dia histórico para o surf brasileiro!!!
O evento foi retomado,com boas ondas em torno de 6 pés,quebrando ora pra Pipeline,ora para Backdoor!!!
John John Florence entrou na primeira bateria ,reabrindo a competição em seu quintal e eliminou Adam Melling.
Na sequência,Owen Wright venceu o havaiano Freddy Patacchia.
Na terceira o tahitiano Michel Bourez tirou Matt Wilkinson.
Na quarta,o brasileiro Jadson André foi batido por Josh Kerr,numa bateria de poucas boas ondas,e está eliminado.
Na quinta um duelo brasileiro onde o ubatubense Filipe Toledo esbanjou categoria pra vencer o sebastianense Miguel Pupo,que não se encontrou como no ano passado.
Filipe mostrou que já está adaptado a ondas mais fortes e pesadas,obviamente em processo de aprimoramento porque ainda é muito jovem,mas tem talento suficiente para se destacar em ondas deste tipo ,cada ano estará melhor para em breve estar na mesma condição de Medina,disputando um título mundial.
Na sexta bateria,a mais esperada, Gabriel Medina enfrentou Dusty Payne, provável vencedor da disputa paralela da Tríplice Coroa.
Calmo,Gabriel Medina escolheu muito bem as ondas e deixou o havaiano em combinação de resultados,com 2 ondas pontuadas igualmente,8’83 pts,totalizando a maior somatória do 3 round com 17,66 pts.
Íncrivel como um garoto de 20 anos tenha tido tanta calma e tranquilidade,contrastando com o que se via fora d’agua,com ele sereno,mas rodeado por câmeras,fotógrafos , filmakers e fãs,família.
Uma pressão a mais,do peso de um país, em uma bateria que podia ser eliminado.
Mostrou sangue frio e teve uma atuação perfeita.
O mesmo sangue frio que teve Mick Fanning,virando a sua bateria pra cima de Jeremy Flores faltando 2’30” minutos para o término,que se acabasse daquela maneira,já garantia o título ao brasileiro.
Foi a primeira sensação de que o título estava perto.
Não sei porquê,mas Fanning me lembra o Kimi Raikkonen,da Fórmula 1,chamado de homem de gelo.
Frio e calculista!Tri campeão mundial!!
Ele calou o grito de campeão,pelo menos por mais algum tempo.
Achou uma direita perfeita para Backdoor no finalzinho da bateria e recebeu 8’17 pts dos juízes,o suficiente para avançar a 4 fase.
Antes Julian Wilson e Adrian Buchan venceram,respectivamente a Kolohe Andino e Bede Durbidge,nas sétima e oitava baterias.
Na décima bateria,Sebastian Zietz eliminou Joel Parkinson e na décima primeira,Kai Otton despachou Nat Young.
Faltava a última bateria deste round,entre Kelly Slater e Alejo Muniz.
Apesar de já eliminado da disputa do título mundial,Kelly Slater estava avançando ao 4 round,ele sempre é favorito,mas nos últimos instantes Alejo pegou uma clássica direita para Backdoor e com um tubaço eliminou o norte americano,cravando a melhor nota do dia até agora, um 9’5 pts.
Já começando o 4 round,em baterias de 3 surfistas,sem eliminação,com o vencedor indo direto para as quartas de final e os outros 2 surfistas tendo uma segunda chance na repescagem,o 5 round .
Na primeira bateria do 4 round,John John Florence logo se classificou para as quartas,mandando Michel Bourez e Owen Right para a repescagem,numa bateria de poucas ondas boas  e notas baixas.
Pra se ter uma idéia JJF teve como melhor onda um 5,67 e totalizar apenas 6,74 pts.
Na segunda bateria,Gabriel Medina e Filipe Toledo travaram um duelo eletrizante,onda a onda,deixando o australiano Josh Kerr quase como um mero espectador.
Com viradas sucessivas e alternadas,Medina se classificou direto para as quartas.
Com notas altas e ótimas ondas,o que se viu foi um show numa disputa sadia entre os 2 brasileiros.Que bateria.
Na terceira bateria,Mick Fanning,o único surfista capaz de tirar o título das mãos do brasileiro,foi  para a repescagem na companhia de Julian Wilson,vencida por Adrian Buchan.
E mais,para que isso aconteça,Mick Fanning terá que vencer o evento.
Para fechar o 4 round,o havaiano Sebastian Zietz enfrentou o australiano Kai Otton e o brasileiro Alejo Muniz.
Kai Otton avançou direto às quartas. Zietz e Muniz fecham os integrantes do round 5,a repescagem para ver quem se mantém vivo no evento e assim está formada:
  Filipe Toledo xs  Owen Right
Michel Bourez xs  Josh Kerr
Mick Fanning xs Alejo Muniz
Sebastian Zietz xs Julian Wilson
De novo,Alejo pode ser o cara a  eliminar Fanning,como fez com Slater.Esta bateria pode definir tudo,pelo menos o que importa realmente para todos nós,brasileiros.
E para muitos estrangeiros que acham que seré benéfico para o surf ,um campeão inédito,de um país que nunca venceu o Circuito Mundial de surf profissional.
Eu concordo!!
O primeiro campeão a falar português e não uma lingua inglesa.
Que ansiedade!!
Neste momento aqui em Ubatuba,cai uma chuva forte e fico sem a transmissão pela ESPN +….
Agora é desespero!
Minha conexão com a internet está lenta,mas consigo acompanhar as notas e Filipe Toledo avança às quartas,infelizmente com a contusão de Owen Right,mas fazendo sua parte,com uma ótima apresentação e saindo da agua até mais cedo.
Josh Kerr venceu Michel Bourez,e tirou as chances do tahitiano vencer a Tríplice Coroa Havaiana.Só Julian Wilson poderá tirar este titulo de Dusty Payne,isso se vencer o Pipe Masters.
Voltou a minha transmissão a tempo de acompanhar a bateria que pode decidir o título de campeão a favor de Medina,caso o brasileiro vença o australiano.
Agora,Fanning e Muniz,decidem o futuro e podem decidir o ano da ASP.
Basta Alejo eliminar Fanning!!!!
E faltando pouco mais de 6 minutos,ele está na liderança da bateria e novamente ocorre uma nova contagem regressiva para o título!!!
Alejo Muniz, o escudeiro de Medina,depois de eliminar Slater está fazendo o mesmo com Fanning.
Faltam 4 minutos para o Brasil ter o seu primeiro campeão Mundial Profissional de surf na história!!
Me passa um filme na cabeça,surfo há 40 anos e estou muito emocionado!!!!
Quantas pessoas lapidaram este caminho,seria injusto citar alguém.
1 minuto!!!!
Já era!!!
Parabéns GABRIEL MEDINA!!!
CAMPEÃO MUNDIAL DE SURF PROFISSIONAL DA ASP!!!!
Que coisa linda ver o abraço de Fanning em Medina!
O esporte é isso,rivais só la dentro d’agua!!!
Medina abandona a sua bateria contra Filipe Toledo.
A praia parou e a comemoração é enorme!!
Também nunca pensei ver Pipeline assim,tomada de brasileiros,isso alguma décadas atrás seria impossível.
Medina saiu da água,comemorou,chorou,deu entrevista,fez festa….
Voltando a esta deliciosa realidade,a vida continua,vamos lá….
Medina volta para a água,faltando pouco mais de 10 minutos para o fim da bateria.
E Filipe Toledo ,mesmo sozinho,não conseguiu surfar boas ondas e está correndo o risco de perder o que parecia resolvido.
Julian Wilson avançou frente a Sebastian Zietz na quarta e ultima bateria do 5 round.
Pronto,Medina voltou para a água e eliminou Filipe Toledo,inacreditavelmente.
Filipe se desconcentrou,achou que ele não voltaria e somava pouco mais de 3 pontos…uma pena,com o título de Medina,estava torcendo por Filipe.
E com apenas 4,30 pts,contra 3,27 de Filipe,Medina esta na semi final,se juntando a Josh Kerr,que eliminou o local John John Florence.
Adrian Buchan vai levando a melhor sobre Alejo Muniz,faltando 4 minutos e simultâneamente Julian Wilson sai na frente de Kai Otton,para determinar os outros 2 semifinalistas
Alejo,que precisava avançar pra se manter na elite pelo WCT,perde para Adrian Buchan,e está fora .Quem sabe uma classificação por uma contusão sofrida este ano.
Depois de eliminar Kelly e Fanning,um sentimento de injustiça bateu,mas Alejo pagou por não ter conseguido melhores resultados no ano.
Brilhante participação,está de parabéns !!
Julian Wilson confirma sua liderança e completa os 4 semifinalistas,que são:
Gabriel Medina xs Josh Kerr
Adrian Buchan xs Julian Wilson
Momentos finais do calendário de 2014 da ASP.
Para Gabriel Medina,só falta ser campeão da etapa e se tornar um Pipe Master,coroando um ano perfeito.
Não há o que falar,foi merecido e conquistado com muita maturidade,em ondas de todos os tipos e com vitórias contundentes….com a mesma idade em que Kelly Slater se tornou campeão mundial pela primeira vez,com apenas 20 anos.
Peter Mel comentando dentro d’água,sentado na prancha ,com microfone e tudo,é no mínimo inusitado.
Faltando 6 minutos para encerrar a bateria contra Josh Kerr,Medina vai se classificando para a final .
Julian Wilson sai na frente de Adrian Buchan na outra semi.
Temos um finalista-Gabriel Medina
Julian Wilson quer estar nesta final para vencer a Tríplice Coroa também.
E está….a final é entre Gabriel e Julian Wilson
Parece um sonho….
Já temos um campeão do mundo e podemos ter primeiro brasileiro campeão do Pipe Masters…..
Julian pega uma boa e faz um high score….9’93
Medina vai para a esquerda e não rende muito….
Na sequência,Medina pega um tubo para Backdoor impressionante,merece 10!!!
E é 10!!!!

Que final,Medina está iluminado,parece que vai levar…só que não…

Pensei que estava sonhando realmente,até Julian Wilson pegar uma onda a pouco minutos do fim,para Backdoor e levar  9’70 pts.
Gabriel Medina em seguida pegou um ótimo tubo para a esquerda de Pipe,com alto grau de dificuldade,mas recebeu só 9’20 pts,valorizaram mais o tubo limpo,com baforada do australiano….achei que tinha virado,dando o troco,mas o que aconteceu foi a reedição daquela final em Portugal.
Julian venceu com 19,63 pts
Mesmo com Medina tendo uma nota 10,a segunda de um brasileiro em Pipeline (a outra foi de Renan Rocha), e a única no evento,e terminou em segundo com 19,20 pts.
Parabéns  a Johnny Cabianca,o shaper do Medina,desde sempre!
Parabéns Alemão de maresias,Flávio Cx Dágua e todo mundo de Maresias e São Sebastião!!
Parabéns a todos os brasileiros
Nós temos hoje:
GABRIEL MEDINA!!!
PRIMEIRO BRASILEIRO CAMPEÃO MUNDIAL DE SURF DA ASP!!!
VICE CAMPEÃO DO PIPE MASTERS!!
NOTA 10 NA FINAL ,NO BACKDOOR!!
10662007_10152565135652058_2493506085320119245_o
Foi a troca do bastão!!!!
Fim da Era Slater-Ínicio da Era Medina !!!????
2015 aposto em John John Florence,Julian Wilson,Filipe Toledo e Jordy Smith disputando o título com Gabriel Medina.
Não vou falar mais nada,preciso sair para comemorar!!!!
até segunda-feira!!!
VIVA MEDINA, VIVA O BRASIL!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Por: Josil Mandacarú / Surf Today

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo