Principal / KITESURF / PKRA Red Sea World Cup Day 2014 – Final
PKRA Red Sea World Cup Day 2014 – Final

PKRA Red Sea World Cup Day 2014 – Final

O som do vento batendo nas palmeiras em frente ao hotel foi o alarme para os atletas no último dia de evento no Mar Vermelho. O vento estava mais forte que o previsto pelos locais e ainda vindo de outra direção deixando as condições mais mexidas e técnicas. Por volta das 9 da manhã, tivemos ventos variando entre 25-43 nós e por sorte uma tempestade de areia que estava prevista a chegar não atrapalhou o andamento do evento.

A chave masculina foi a primeira a entrar na água com Michael Schitzhofer e Jerrie Van De Kop fazendo o melhor possível em condições bem difíceis. Com o passar do tempo o vento começou a estabilizar ficando entre 25-30 nós durante todo o dia. Os homens estavam velejando com kites 7m, enquanto as mulheres kites 5-6m.

No feminino, a repescagem foi uma das mais equilibradas do ano, com as mulheres tentando melhorar suas posições no ranking. Manuela Jungo, Malin Amle e Annabel Van Westerop fizeram boas baterias, mas não conseguiram chegar nas top 4. A grande surpresa foi Annelous Lammerts, que venceu Bruna Kajiya assumindo a 3ª colocação e uma chance de desafiar Gisela Pulido em segundo lugar. A holandesa velejou muito bem na disputa com a espanhola Pulido, mas Gisela acertou boas manobras nos últimos minutos e manteve sua colocação e o direito de enfrentar mais uma vez Karolina Winkowska na grande final.

A final feminina foi pela quarta vez consecutiva este ano entre Pulido vs Winkowska. Karolina mostrou mais regularidade nos ventos fortes e liderou a bateria desde o início, com mais power e velejando com o kite mais baixo. Winkowska acertou um belo backmobe no final da bateria para selar a vitória. A polonesa vence o seu terceiro evento este ano e abre vantagem para a conquista do título mundial.

A repescagem masculina foi um desafio para os atletas. Com as condições totalmente diferente dos dias anteriores, pudemos ver ao inves de super manobras, várias quedas. Todos estavam velejando bem para as condições, mas podemos dizer que foi o dia de Liam Whaley. O espanhol marcou as maiores médias do dia em suas baterias. Começando no primeiro round, Liam venceu 9 baterias consecutivas, incluindo os desafios com os brasileiros (Carlos Mario, Eudazio Dasilva e Alex Neto) para chegar na grande final contra o vencedor da Single Elimination, o belga Christophe Tack.

O jovem Whaley tem um dos estilos mais bonitos do tour e acertou várias manobras perfeitas na final. Porém, Christopher Tack sabe o que fazer para somar os pontos e vencer suas baterias. O belga, não velejou tão bem como de costume, mas fez o suficiente para vencer a final por uma diferença mínima de 0.4 pontos. Esta é a terceira vitória de Tack no ano e ainda soma um segundo lugar. O belga já se candidata como um dos fortes nomes para a conquista do título mundial em 2014.

Os brasileiros tiveram um ótimo desempenho no Egito. Reno Romeu se recuperou na repescagem com três vitórias, terminando na sétima colocação. Alex Neto mais uma vez na temporada subiu no pódio em terceiro lugar, com Eudázio da Silva em quarto e Carlos Mário na quinta colocação.

Sobre Paulo Renato

Deixe uma resposta

Voltar ao Topo