Principal / NOTÍCIAS / Wilson Piolho estréia aqui no portal Surf Today!!!
Wilson Piolho estréia aqui no portal Surf Today!!!

Wilson Piolho estréia aqui no portal Surf Today!!!

Tem surf aqui ?

Olá

Quando o Mirabelli me convidou para fazer uma coluna aqui no Surf Today confesso que fiquei lisonjeado e agradeço aqui o convite,  adorei o site, mas pensei vou escrever sobre o que? Então decidi retratar este momento novo que estou vivendo no surf.

Depois de 38 anos de surf no eixo Rio-SP- Sta.Catarina, o nordeste  era minha última fronteira na costa tupiniquim, por uma daquelas  ironias do destino que nem mesmo o próprio destino sabe explicar deixei a “craudeada”  São Vicente no litoral paulista  e vim da mala e cuia para São Miguel do Gostoso.  Você deve estar se perguntando, onde fica isso? Tem onda?

Eu também nunca tinha ouvido falar deste lugar e nem se aqui tinha surf, uma cidade de pouco mais de nove mil habitantes no litoral norte do Rio Grande do Norte. Ao chegar  descobri que é o Havai do wind e do kite surf, pois aqui sobra vento.

Mesmo não sendo um conhecido destino de surf, apostei minhas fichas nesse lugar lindo, de águas limpas e onde o sol bate o cartão todos os dias e com força.

E o surf ?  È o que vou contar agora.

A misteriosa Tourinhos

Pouco mais de sete quilômetros distante da minha casa, por uma estrada de terra fica a praia de Tourinhos, logo que cheguei  em junho não tinha onda, como o vento lá  é diferente não tem velejo, mas a geografia e o formato da praia me diziam logo, se quebrar vai dar altas, e foi o que aconteceu. Com um recife dividindo a ponta da falésia a direita de Tourinhos é uma mistura de Snapper Rocks  na Austrália com Malibu na Califórnia. Fora do recife o vento é lateral a onda é rápida, tubular e corre por cima das pedras e corais, já o lado de dentro do recife o vento é terral, o fundo é areia, um pouco mais cheio e com uma perfeição de desenho de caderno em aula entediante.  A onda vem desde fora do recife até a areia, um verdadeiro paraíso para o longboard, e principalmente o nose rider.  A água é quente e não tem poluição alguma no mar ou praia,  segura ondulações de até 2 metros sem perder a perfeição. O mistério mora na dificuldade de entender a chegada das ondulações, como estamos depois da curva do Brasil o swell deve ser de norte sempre, mas o jogo mesmo é entender as marés,  porque aqui tem uma variação de até 7 pés.  As vezes de maré enchendo esta bom, e as vezes só fica bom com a maré vazando, tudo depende de como a ondulação chega a praia.

Mas é alucinante, as ondas são iradas e o crowd  simplesmente não existe, quando tem muita gente na agua tem  5 caras,  o por do sol é um espetáculo impar.  A melhor época é de outubro a março basicamente ficamos com as sobras das tempestades de inverno  do Atlântico norte, depois disso o surf fica menos frequente. O recorte do litoral revela dezenas de baias como as de Tourinhos, reza a lenda por estas bandas que todos os anos entra um big swell durante a temporada, este ano ainda não veio mas estou na espera.

Imagem 009

E assim vou desbravando minha última fronteira  do litoral brasileiro, ainda tem muita onda para descobrir, e vou compartilhando elas com você aqui no Surf Today, check it to ride!!!

Obrigado por ler.

Por: Wilson Piolho / Surf Today

Sobre JR Mirabelli

Comments are closed.

Voltar ao Topo